Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bike Azores

A visão de um ciclista açoriano sobre as bicicletas e o ciclismo.

30.09.19

Piões


Rui Pereira

Enrola, atira, gira, roda, rola…

pioes_madeira.jpg

Enrola, atira, roda, gira, toma, rola…

piao_mao.jpg
Sinto o mesmo gosto. A mesma satisfação de conseguir lançar o pião com êxito!
Estava na primária e lembro-me. Sair da escola a correr, lanchar à pressa e ir jogar ao pião, incansavelmente.
Eu e os outros.
Existem coisas que nunca se deixa de gostar. Coisas que nunca se deixa de saber fazer…

27.09.19

Eu penso, ela faz!


Rui Pereira

btwin-barco.jpg

Arranca à pressa para não ter de, mais uma vez, regressar quando já o sol se pôs. Os dias mais curtos não desmotivam a vontade de dar mais umas pedaladas. Mais do que a prática física em si, que acaba por ser limitada, está em causa aproveitar o dia da melhor forma possível e esperar que o vento que lhe bate na cara alivie também a carga negativa que traz consigo, após mais um dia de trabalho.
A mim, que tenho a mania da perfeição, irrita-me a leviandade com que lida com certas situações, mas depois, num breve momento introspetivo, admito que às vezes devia pensar menos e fazer mais, como ela.

27.09.19

Um senhor!


Rui Pereira

Habituei-me a ser o sobrinho. Apesar de ser o mais velho dos primos, sempre fui do grupo dos rapazes e não dos adultos. Ainda sou!

Tenho 43 anos. Envelhecer não me apoquenta, nem mesmo a ideia da morte. Digo, sem modéstias, que estou numa das minhas melhores formas físicas de sempre. E não só. Já fui mais novo, claro, mas demasiado limitado e velho de espírito e mentalidade!

Hoje falava com um miúdo no ginásio. Claramente um endomorfo. Mais uns centímetros na altura e 20 quilos do que eu. Dizia-lhe que tinha uma boa base para ficar com um corpo porreiro se se dedicasse. Queria eu, ectomorfo conformado que sou... Perguntei-lhe a idade – 23 anos!

Fogo! Tenho mais 20 anos!

Lixado, porque se tivesse a atitude e o conhecimento que tenho hoje, e tivesse 23 anos… Mas orgulhoso, por ter mais 20 anos e servir de exemplo!

Só dou pela idade através da lentidão da recuperação física, seja de um exagero, asneira ou lesão. E pela rapidez com que se apanham. Por causa do sacana do meu joelho esquerdo. Lapsos de memória. E a pior de todas, quando pessoas mais jovens, não necessariamente crianças, me tratam por senhor!

Senhor?!

Eu que sempre fui dos rapazes? Eu é que chamava por senhor aos outros!


*Até a música que ouço é música de rapazes, mas rapazes do século XX...

26.09.19

“Take Flight”


Rui Pereira

Descobrir Lindsey Stirling foi uma surpresa muito agradável. Ouvi alguns dos seus temas durante algum tempo, mas acabou por cair um pouco no esquecimento.
Com o seu recém-editado álbum “Artemis” voltei a ouvi-la. O tema que dá o nome ao disco foi o principal culpado. Mas deste para muitos outros foi um pulo.

“Take Flight”!


Um tema partilhado em 2015 que conta com perto de trinta milhões de visualizações e passou-me ao lado! Mesmo que fossem só três mil ou trezentas!

Ouvi, uma, duas, três vezes…
Dez, vinte, trinta… repetidamente. Perdi a conta!

A fusão do seu violino com a eletrónica, forte e reverberante. A presença de suaves vocalizações. As transições. Toda a fluidez da composição. A majestosa melodia. O vídeo.

Mágico! Perfeito!

A música é mágica, é perfeita! Será possível viver sem ela?!

Andei à "procura" de algo mais relevante para publicar que pudesse ilustrar com este tema. Não "encontrei". Fica apenas a imagem de uma descida aos comandos da minha bicicleta, paradoxalmente, o mais próximo que experimento da sensação de levantar voo!

bike_estrada.jpg

24.09.19

Rodas baixas! (1)


Rui Pereira

Antes havia um único objeto com uma função definida e nós que nos adaptássemos a ele, ou no limite, o adaptássemos a nós.
Agora leva-se a especificidade da utilização dos objetos a sério!

Para quem tem perna curta;
Para quem tem medo de alturas;
Para quem tem problemas de equilíbrio;
Para quem quer dar nas vistas;
Para quem não quer ser visto;
Para malabaristas;
Para contorcionistas;
Para animadores;
Para palhaços (profissionais, não dos outros).

Afinal não é assim tão específica, mas até bastante abrangente…
Pronto, existe esta... bicicleta!

mini-bike.jpg
Isso não é um brinquedo para crianças!

Pág. 1/4