Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bike Azores

A experimentar o verdadeiro sentido da palavra liberdade!

16.07.19

As palavras que não são escritas perdem-se...


Rui Pereira

Considerando a natureza do tema que abordo e a dimensão do meio onde me insiro, às vezes, penso que a curto prazo ficarei sem ter sobre o que escrever…
E fico ainda mais certo disso quando, recorrentemente, tenho de me socorrer de imagens, vídeos e músicas para compensar a ausência das palavras.
Mais do que comunicar, preciso de escrever!
Se calhar, prefiro acreditar na limitação da temática, quando na verdade tenho é medo de ficar sem vontade de escrever!
Já aconteceu. Por diversas razões. E é dececionante perceber como perdemos momentaneamente toda a capacidade de fazê-lo.
Às vezes tenho de forçar um pouco…
Mesmo que esteja longos minutos com os dedos imóveis sobre o teclado, a olhar para a folha em branco do processador de texto. Mesmo que o texto que consigo finalmente escrever não seja nada de especial.
E tudo serve de desculpa. Falta de inspiração, de vontade, de tempo... O sono.
As palavras que não são escritas perdem-se. E se as deixo de escrever fico um pouco perdido também.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.