Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bike Azores

A visão de um ciclista açoriano sobre as bicicletas e o ciclismo.

Bike Azores

A visão de um ciclista açoriano sobre as bicicletas e o ciclismo.

Gravel Bikes

As bicicletas polivalentes vocacionadas para o turismo e aventura têm ganho uma relevância considerável nos últimos tempos. Atualmente são várias as marcas que apresentam mais este segmento nos seus catálogos. As “gravel” são bicicletas de estrada adaptadas a circular também fora dela. Para melhor se identificar, diria que se posicionam entre uma bicicleta de estrada e uma “ciclocross”. Um conceito híbrido que junta características de ambos os segmentos (estrada e fora de estrada) numa só bicicleta, mas sem pretensões ao nível da performance e da competição, estando muito mais voltadas para a aventura, a liberdade e a descontração. Polivalência, equilíbrio, conforto, simplicidade e robustez são alguns dos seus principais argumentos, propondo assim aos seus utilizadores um uso diversificado quanto baste. Rotina diária, múltiplos ambientes, muitas e longas pedaladas, e inerentes momentos aprazíveis de exploração e contacto com a natureza. Claro que não será de esperar um comportamento exemplar em estrada e menos ainda fora dela, mas também para este fim já existem inúmeras bicicletas e respetiva especificidade. As “gravel” são uma excelente opção para quem não está preocupado com comportamento e performance a um nível mais elevado, mas que pelo contrário privilegia a facilidade de utilização e a diversão com apenas uma bicicleta.
Se tivesse de definir o meu perfil como utilizador de bicicleta diria que era descontraído. Não faço competição e nunca apelidei as minhas saídas domingueiras de bicicleta como treinos porque não passam de passeios. E é mesmo isso que quero que sejam. Praticamente não faço btt, mas tanto nesse ambiente como na estrada, o que mais me interessa nesse momento é a comodidade e o conforto. Portanto, se há bicicleta que me assenta bem é uma “gravel”.  Depois de um tempo em que juntei algumas bicicletas, com o lado menos bom de algumas delas terem ficado paradas ou com um uso residual, seria altura para reduzir, onde pelo menos duas daria lugar a apenas uma, garantindo um uso sustentável, mas acima de tudo, o prazer e o divertimento.
Gravel Bikes? Quem sabe um dia!

P.S. – Infelizmente não consegui fotografar a bicicleta que queria para ilustrar este texto. Tenho um amigo que tem uma Specialized Sequoia, a única que há cá, mas temos andado desencontrados. Com o seu quadro em liga de aço - Cr-Mo, pneus de 42mm, travões de disco mecânicos, apoios para guarda-lamas e porta-bagagens, fitas de punho e forro do selim em tecido - ganga, entre outras caraterísticas, a Sequoia é um bom exemplo de uma das bicicletas mais puras do segmento gravel/turismo/aventura.

Já tinha uma publicação sobre as "gravel" aqui no blogue, onde, excecionalmente, destaquei um belo vídeo!
"Azores Gravel Bike Trip 2016"

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D