Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bike Azores

A visão de um ciclista açoriano sobre as bicicletas e o ciclismo.

15.01.19

Também #Sou do Trilho


Rui Pereira

Para além de andar de bicicleta, a certa altura comecei a correr. Nunca foi algo que realmente gostasse de fazer, mas pronto, acabava por me fazer bem e era uma forma de diversificar o exercício físico. Não durou muito, já que a lesão do meu joelho me obrigou a abandonar esta prática em definitivo.
E a que propósito vem esta conversa das corridas? Simplesmente porque recebi de oferta uma gola #Sou do Trilho e isso era algo que, de uma forma ou de outra, queria destacar.
Claro que esta oferta teve o seu enquadramento, ou não tivéssemos passado recentemente por uma época pródiga em oferendas e o seu contexto para nós tenha sido diferente este ano que passou, mas isso não reduz em nada a iniciativa, a atenção e a simpatia do ato por quem de direito. Obrigado!
A base de conceção deste artigo foi o Trail, como demonstra o respetivo panfleto de apresentação do conceito, mas não deixa de ter outras possíveis aplicações.
Eu, que sempre fui algo avesso a gorros, bonés e golas, estou agora mais sensível e friorento, portanto, já encaro qualquer um desses itens de outra forma. E posso não correr, mas ando de bicicleta, o que significa maior deslocação de ar e consequentemente de frio, e então a gola #Sou do Trilho terá com certeza bom uso.
Posso não ser dos trilhos “TRAILamente” falando, mas #Sou do Trilho no que diz respeito às caminhadas e ao BTT… Até ao fim!

#soudotrilho.jpg